Palavras
Dependência

dependenciaUma coisa que eu aprendi trabalhando extensivamente nos últimos 20 anos, é que, em geral, gostamos (se não amamos) das coisas que muitas vezes nos controlam. A dependência pode ser um monstro tão estranho porque, por um lado, queremos desesperadamente mudar e, por outro lado, não. Nós amamos e odiamos o que nos escraviza, ao mesmo tempo. Essa é uma condição que muitas pessoas vivem e têm vindo a (tristemente) aceitar ao longo dos anos.

Muitas vezes, quando as pessoas vêm para aconselhamento, inevitavelmente discutiremos como elas se sentem impotentes para mudar suas atuais circunstâncias de vida. Elas se sentem fora do controle. Elas estão cansadas de suas vidas. Elas acreditam e fazem certas coisas porque pensam que essas coisas lhes darão mais controle e os tornarão felizes. É por isso que temos tais problemas com dependência em nossa sociedade. Odiamos as coisas que fazemos e, ao mesmo tempo, precisamos delas para nos ajudarem a lidar com nossas vidas sem esperança. Quando os viciados começam a fazer seja o que for, geralmente era por ser divertido, mas quando essa questão chega à minha porta, não é mais divertido para eles. Na verdade, exatamente aquilo que eles costumavam controlar, agora os controla. Assim, ao lidar com viciados, eu gosto de fazer às pessoas a seguinte pergunta:
Quais são algumas das coisas que atualmente estão controlando sua vida?

Leia mais...
 
Sobre o Discipulado

discipulado 31 05 2017Os membros da Família IPG têm muitas perguntas. Uma muito comum é: Como eu me envolvo em um relacionamento de discipulado?
Que importante pergunta! Discipulado é crucial para o nosso crescimento cristão enquanto indivíduos, assim como para tornar o evangelho visível em nossa vida comunitária como igreja. Assim, nós fazemos todo o possível para cultivar uma cultura de discipulado em nossa igreja.

1.O que queremos dizer por “discipulado”?
Em certo sentido, quase tudo o que fazemos como igreja local é sobre ser e fazer discípulos. Os cânticos cantados, as orações oradas e, certamente, a Palavra pregada, todos almejam nos edificar para sermos discípulos que glorifiquem a Deus.

Mas, sobre este Tema, temos algo mais específico em mente ao usarmos a palavra “discipulado”. Estamos pensando particularmente em relacionamentos individuais. Mais formalmente, estamos falando sobre o encorajamento intencional e o treinamento de discípulos de Jesus com base em relacionamentos deliberadamente amorosos.

Jesus nos diz para acompanharmos uns aos outros deste modo: “O meu mandamento é este: que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei” (João 15.12). Como Jesus amou os seus discípulos de maneiras que possam ser imitadas? Ele os amou intencional, propositada, humilde, alegre e normalmente. Vamos pensar nessas descrições.

Leia mais...
 
Palavra Pastoral

palavra pastoral 04 2017Há várias décadas, no Centro de Estudos Vale Ligonier, enviamos um cartão de Ação de Graças com essa declaração simples: “A essência da teologia é a graça; a essência da ética cristã é a gratidão “. Em todos os debates sobre o nosso papel versus o papel de Deus na santificação — nosso crescimento em santidade — permaneceríamos no caminho certo se nos lembrássemos dessa dinâmica graça-gratidão. Quanto mais compreendermos quão amável Deus tem sido para conosco e quanto mais formos conquistados pela sua misericórdia, mais nos inclinaremos a amá-lo e a servi-lo.

Porém, não podemos entender corretamente a dinâmica graça-gratidão se não estiver claro o que significa graça. O que é graça? Os catecismos que muitos de nós aprendemos quando crianças nos dão a resposta: “Graça é o favor imerecido de Deus”. A primeira coisa que entendemos sobre a graça é o que ela não é — não é algo que nós merecemos. De fato, se isso for tudo o que já entendemos sobre a graça, estou certo de que Deus se alegrará de que sabemos que a sua graça é imerecida. Então, aqui está nossa definição explicativa de graça: é imerecida.

A epístola de Paulo aos Romanos lança luz sobre o que queremos dizer quando afirmamos que a graça é imerecida. Em 1.18 – 3.20, o apóstolo explica que no último dia, pela primeira vez em nossas vidas, seremos julgados em completa perfeição, em total equidade e em absoluta justiça. Assim, toda boca será calada quando estivermos diante do tribunal de Deus. Isso deve provocar temor nos corações das pessoas caídas, pois a condenação é a única sentença possível para os homens e mulheres pecadores: “pois todos pecaram e carecem da glória de Deus” (3.23).

Leia mais...
 


Página 1 de 8

Versiculos

Salmos, 34:10 - Os leõezinhos sofrem necessidade e passam fome, porém aos que buscam o Senhor bem nenhum lhes faltará.

Visite-nos

Brasil - São Paulo - SP
Endereço: R. Nova dos Portugueses, 483
(proximo a estação do metro Santana)
Bairro:  Santa Teresinha
Fone: 2236-0720
Email: contato@igrejaplenadagraca.com